...I want to know you, better than I know myself, I want to feel the end, and enjoy the consequence ♫♪


quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Be

A beleza do ser ou a beleza do não ser? O ser é belo, sentir é belo, vibrar, fluir é belo, a capacidade em sí de existir é bela. E o não ser? De certa forma o não ser é inerente ao ser; somos e não somos... Somos, mas não o mesmo, portanto somos aquilo que não somos; queremos ser, mas nesta briga entre ser e estar acabamos não sendo. O que é ser? O que é estar? Você prefere ser ou estar?
Eu prefiro ser, pois ser! sem duvida alguma é mais belo. =)
Sinceramente, eu prefiro ser original. Prefiro abrir caminhos ao invez de seguir trilhas já elaboradas;
Prefiro ser seguido, só não sei onde vou parar! portanto se quiser prosseguir comigo, fique a vontade! mas não posso prometer que esta seja uma escolha segura, ou… revogável.
 Não me peça razões, não me peça propósitos, não me peça explicações; pois não poderei lhe responder tais questões. Sigo uma chama, uma sensação! que não está atrás de mim, muito menos a frente, simplesmente está aqui comigo. 
Isso basta.

domingo, 25 de setembro de 2011

Pensieri

 
 
Pensamento;
Porque me pega desta maneira,
Assim, por trás; desprevinido...
Não deveria ao menos avisar-me?
Isto é assédio, tara! cinismo!
Não poderiamos ao menos entrar num acordo?
Deixo que me pegue,
Assim, meio impudente
E você me deixa pegar-te da mesma forma,
Assim, meio insolente!
E no meio desta suruba,
Nos tornamos apenas um...
Inerentes
Unidos...
Contentes.

M.C Khal

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Other side - Hóspede indesejado.


Um sentimento novo habita minha alma,
Não sei ainda exatamente do que se trata
Mas é ruim, quero que pare!
Está me corroendo por dentro e criando um vazio,
Que a cada segundo que passa, torna-se
Insuportável.

Nunca pensei que uma pessoa poderia me fazer tão mal "dessa forma".
Como a raça humana consegue ser tão fraca? Frágil? Ingénua?
Incrível.

          “Não me leve a mal, mas eu te acho um
Tremendo idiota, fraco! Que se apega demais as pessoas e acaba esquecendo
De si mesmo. Você é um intenso compassivo idiota! Você é um idiota!
Apenas isso. Você realmente tem que existir? Por que você muda tanto? Você com certeza já foi melhor… Tanto mudanças quanto indecisão são para fracos! Mas você realmente não passa disso e sempre será assim exatamente por ser um FRACO!. Otimismo? HAHA! Idiotice! Quando você vai aprender que o lugar dos seus pés é no chão? Simplesmente firmes ao chão! Não só os pés como também a cabeça, idiota!

Cara, como você pode ser parte de mim? Não sou fraco… Eu simplesmente te odeio, mas preciso de você para sobreviver, portanto continuo te ajudando a superar suas fraquezas e você me mantém vivo, combinado?

E por mais que você seja um fraco, existe algo em você que me inveja… E é uma chama, que reside no seu peito e por mais que ela enfraqueça, ela não se apaga. As vezes desse lado é tão frio, cada dia é pior, diferente da sua chama que aumenta e por vezes aquece muitos  ao teu redor menos eu que estou mais perto do que qualquer um deles…

Frequentemente penso se algum dia esta chama será minha, talvez!... Isso só depende do quanto ela enfraquecer, assim poderei me aproximar e por fim apaga-la. Ou será que terei de conviver eternamente aqui com ela até o dia em que ambas se extinguirem? Pois bem! Veremos.”

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Desires...


...Segunda-feira, 14:10 e acordei com uma vontade
Imensa de olhar para o mundo e dizer "FODA-SE".

Hoje eu simplesmente não queria acordar; talvez
Até queria, mas não neste mundo. É hilário a
Maneira que a vida em si me prejudica...
Ou "quiçá"sejam as pessoas: talvez a minha
Existência em si me obstringe.

Estive analisando ontem, qual seria o meu maior
Medo e deduzi que minha fobia é
Ficar só; meu maior medo é a solidão talvez
Por que este sentimento me persegue desde
Pequeno. Mas alem disso pensei em algo que a
Maioria teme, mas eu não! e novamente deduzi
Que é a morte... Não tenho medo de morrer,
Já tive, mas hoje este sentimento é inexistente.

"Smells like teen spirit" amo esta música;
Kurt Cobain de certa forma me
conforta... É como disse Friedrich Nietzsche: "E aqueles que foram
Vistos dançando, foram julgados insanos por aqueles que não
Podiam escutar a musica" vai entender...

Hoje eu queria ficar sem fazer nada! Na realidade
Eu queria sim, queria estar em um lugar
Bem alto, sozinho e com este caderno
e obviamente com uma caneta ou um lápis,
Para assim poder tentar definir em
Palavras o quão bonita é
A natureza e suas virtudes.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Pensamentos ao alvorecer

"Ainda é estranha, a forma em que lido com as pessoas.

De pouco em pouco, ao passar do tempo... percebo a imensidão do meu espírito
E ao contrario do que eu pensava, percebo também sua força, mesmo que
sutilmente.

Penso que minhas dificuldades e problemas que por sinal não são poucos,
tem algum propósito e indago frequentemente o 'por que de tantas conturbações
e 'por que "EU" sou assim, mesmo que não demonstre excepcionalmente nada,
minha mente vive sobre carregada e consequentemente sofro em dobro: Sinto e Escondo.

Procuro sempre formas de fugir da realidade...
As vezes ajo como se isso tudo fosse apenas ilusão,
e que mesmo que eu me machuque, no final será apenas um, 'sonho'
ou algo do tipo.
Talvez esteja ficando assim, porque luto contra a opressão da sociedade;
Ou talvez tudo isso, a vida em si pelo menos neste plano, realmente
não passa de uma ilusão."

Nossa, parei para pensar essa madrugada enquanto escrevia este texto,
como minha vida é baseada em mudanças desde os meus 10 anos, ou antes...
Os problemas na escola; professores dizendo que eu tinha capacidade mas não usufruía disso; ora diziam que eu tinha algum distúrbio psicológico, ora diziam que eu era rebelde...
Depois, inusitadamente a partir da 8º serie (13/14 anos) entrei em exílio
E desde então comecei a questionar muitas coisas sobre mim que antes não me importava;
Comecei a ter medo de me mostrar para o mundo e criava mascaras para me proteger das pessoas, mesmo que odiasse a atitude de vários seres humanos. Eu odiava injustiça, mas não me sentia capaz de ir contra isso. Posteriormente aos 15 anos meu ódio aumentou e de pouco em pouco fui mostrando meu verdadeiro "EU". Aos 16, todas as minhas possíveis mascaras caíram e ainda caem, mas mesmo assim a cada dia que passo
ainda sofro mudanças, porem já não sei o que é achar que "não vou conseguir superar"
já SUPEREI essa fraqueza (cof cof =P). Piadas não podem faltar.

Esses dias por exemplo, descobri que não sou egoísta, novamente, porque já havia descoberto mas depois de algumas ações voltei a achar que eu realmente era... Mas não sou, que dizer...
Sou e não sou... Não sei, só sei que sou os dois de alguma forma. Consigo passar por cima das
pessoas, mas desde quando nasci, sinto tudo a minha volta com muita intensidade, por isso normalmente aprendo com as "quedas alheias".

Ou seja, eu sou altruísta, mas consigo ignorar esse altruísmo.... sei lá!

Enfim povo, já "falei demais".
Meu próximo post talvez será relacionado a alguns sonhos/visões que tive no decorrer da minha vida.

See you people!  







domingo, 4 de setembro de 2011

Desabafo inconsequente, ou quase isso.

Frequentemente penso que nasci para os outros,
mas realmente 'somente para os outros'.
As vezes se torna engraçado o quanto as pessoas necessitam de mim
Porém mais engraçado ainda é o "quanto" elas pensam que sou perfeito,
pois aparentemente imaginam que não
tenho problemas.

De certa forma eu às compreendo,
porque meus problemas para elas
seriam mais que problemas...
talvez motivos suicidas
ou poderiam chegar a considerar
devaneios, psicose ou talvez algum distúrbio psicológico.
Enfim, percebo que suas capacidades são inferiores comparadas a tal
questão.

De qualquer forma as vezes só queremos
conversar para tentarmos distrair ou livrar nossas cabeças
de pensamentos,
digamos "complicados". Isso basta!

Será que estou pedindo demais?
por quanto tempo terei que sorrir enquanto na realidade choro?
Pois é!.

É, acho que vou entrar... essa praça está muito monótona, quase "unissona" com minha
alma =P (sempre tem que ter uma piada)

Acharam que essas foram palavras demasiadamente arrogantes? então quero que dêem argumentos contras
defendendo o "por que eu deveria ser menos severo com pessoas tão egoistas"
Por obséquio.

Take care people!