...I want to know you, better than I know myself, I want to feel the end, and enjoy the consequence ♫♪


domingo, 27 de novembro de 2011

As-tu déjà aimé ?

Você ja amou?
Pela beleza do gesto você ja mordeu
A maça com todos os dentes?
Pelo sabor do fruto, a sua doçura e o seu gosto.
Ja se perdeu algumas vezes?

Sim, eu ja amei,
pela beleza do gesto.
Mas a maça era dura, e quebrei os dentes.

Essas paixões imaturas,
esses amores indigestos,
Me deixaram indisposto.

mas os amores que duram...
Tornam os amantes exaustos,
e o beijo demasiado maduro, nos apodrece a lingua.

Os amores passageiros,
têm febres fúteis,
E o beijo demasiado verde....
nos esfola os labios.
Porque ao querer amar,
Pela beleza do gesto,
O verme da maça nos escorrega entre os dentes,
Nos roe o coração o cérebro e o resto...
Nos esvazia lentamente.

Mas quando ousamos amar,
Pela beleza do gesto,
esse verme da maça,
que nos escorrega entre os dentes,
nos toca o coração, o cérebro e nos deixa...
Seu perfume lá dentro...

Os amores passageiros
fazem esforços inúteis,
Suas caricias efêmeras nos cansam o corpo.

Os amores que duram...
tornam os amantes menos belos.
Suas caricias usadas...
acabam conosco um pouco.
 -Les chansouns D'amor-

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Aprendizado precoce :P

O tempo me moldou!
Me ensinou que filmes de drama
São baseados na realidade,
Por isso sempre tem um final tragico...

A realidade é cruel; impiedosa; rigida!
Me força a enxergar que o que predomina,
é a infelicidade; não o contrario!
A felicidade é uma luz, quase ausente,
E como se não bastasse... efemera.

A razão! me trouxe lucidez.
Me fez entender que a vida,
nao é um conto de fadas! (risos)
E que nem tudo pode ser programado.

O amor? ah!
Esse me ensinou
Que o tempo, a realidade e a razão!
São simplesmente detalhes...
Que com ele, se tornam imperceptiveis.















Simples desejo...

O nome desta musica ja roubou minha atenção. 'Simples desejo', amo a simplicidade. A grandeza das coisas, a essencia do espirito, está nos mais simples e imperceptiveis detalhes.

Hojê eu só quero que o dia termine bem... ♫♪

Luciana Melo - Simples desejo

Que tal abrir a porta do dia,dia
Entrar sem pedir licença
Sem parar pra pensar,
Pensar em nada…

Legal ficar sorrindo à toa,toa
Sorrir pra qualquer pessoa
Andar sem rumo na rua

Pra viver e pra ver
Não é preciso muito
Atenção, a lição
Está em cada gesto
Tá no mar, tá no ar
No brilho dos seus olhos
Eu não quero tudo de uma vez
Eu só tenho um simples desejo

Hoje eu só quero que o dia termine bem
Hoje eu só quero que o dia termine muito bem

Legal ficar sorrindo à toa,toa
Sorrir pra qualquer pessoa
Andar sem rumo na rua


Define perfeitamente meu estado de espirito no momento (risos),

sábado, 19 de novembro de 2011

Você.

"...ah! como odeio esquecer dos meus sonhos. Não conversou comigo hoje... dane-se não quero mais falar com você. Oi, tudo bem?.... esquece, na verdade tanto faz se você esta bem ou não..."

É inevitavel! um olhar, uma maneira diferente de terminar uma palavra, o silencio, a demora para responder uma mensagem. Onde esta o erro? em mim? em vocês? ao menos existe algum erro?. Eu odeio, odeio as pessoas. Tudo me irrita! o universo me irrita, o mundo, a vida, as atitudes, as formas de corresponder, a falta de atenção, a falta... tudo falta! nada existe, nada de bom existe... nada alem desta paisagem rabiscada pela tristeza e pela magoa.

Isso! continue! não pare de estraçalhar minha alma, não sinta pena! manipule ela da forma que quiser, torne minhas feridas mais visiveis e intensas, alimente-me com o ódio, decepe cada parte do meu corpo deixando-me anestesiado com minha propria dor! trate-me como uma macula, descarregue em mim todo seu odio, faça de mim um objeto de sua diversão.

Despedace meu espirito, desfragmente minhas lembranças, confunda meus sentidos... e depois, apenas sinta prazer, me vendo agonizar e tentando resistir.

E se eu me levantar, quebre minhas pernas e repita tudo novamente, pois talvez um dia eu me acostume...





sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Despersonalização

Nossa, como era complicado definir aquelas sensações, mais complicado ainda era lidar com a realidade de que só eu sentia aquilo.

-Mamãe! as vezes eu me sinto estranho como se eu estivesse sonhando, mas não estou sonhando. O que é isso?
-É crise de ausência filho. É normal seu irmão mais velho também tinha.
10 anos de idade, mas eu ja sabia que minha mãe não estava ciente do que acontecia comigo, pra ela crise de ausência, pra mim algo que eu ainda ia descobrir.

Depois de algum tempo, ainda convivendo com aquilo procurando encontrar uma explicação ou alguém que passasse pelo mesmo, achei coincidentemente uma definição de Crises de Ausência e como eu ja sabia, não era daquilo que se tratava. Eu me sentia telespectador da minha própria vida, desconhecia meu corpo, minha família, meus "amigos", minha casa e até este planeta, alem disso de alguma forma parecia que minha alma estava um pouco afastada, e eu estava olhando por dois buracos que no caso seriam os olhos do meu corpo. As cores, o contraste, o brilho, a textura, tudo ao meu redor ficava diferente como se eu realmente estivesse dentro de um sonho.

Essas crises me perseguiram até os 14 anos de idade. Até hoje não sei do que se tratava ou por que posteriormente passei por outras coisas ainda piores. Poderia ter perguntado para o meu irmão, o que ele fez durante e o que aconteceu depois das crises, se ele não tivesse desencarnado antes... claro!.









terça-feira, 1 de novembro de 2011

Lendo "Nunca desista de seus sonhos" questionei:

"É Augusto Cury, boa parte da humanidade tem fé em Jesus Cristo, mas boa parte desta boa parte seguem um livro completamente ignorante que nem foi o próprio Jesus Cristo que escreveu. A única atitude que Jesus Cristo teve, que indiretamente demonstrou ser um erro ou pecado, foi quando ele foi crucificado e pediu: "Pai perdoa-os , pois eles não sabem o que fazem". Ali ele deixou claro que ferir, maltratar e não pensar no próximo é um pecado. Jesus perdoou bandidos, assassinos! Jesus andou com prostitutas e ofereceu uma segunda chance a traidores, como Judas Iscariotes! Jesus não criou regras, Jesus não criou limites, Jesus não negou ou discrimou qualquer tipo de ser humano. Jesus apenas tentou trazer mais amor e perseverança para a humanidade, apenas isso. Então por que tantas regras? Por que tantos critérios? Por que tantos julgamentos? Por que tanta exclusão e discriminação?. Queria que por um minuto, as pessoas parassem para observar a religião que seguem e analisassem se aquilo é o certo, se aquilo é o que elas realmente querem seguir, se aquilo é o que Jesus tentou transmitir na sua breve existência na terra. Jesus Cristo é uma coisa o Cristianismo já é outra."