...I want to know you, better than I know myself, I want to feel the end, and enjoy the consequence ♫♪


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Ascensão.


Seria ignorância da minha parte duvidar que sexta-feira não acontecerá nada, da mesma forma que seria burrice crer que o mundo irá acabar. Mas no minimo eu, singelamente, queria honestamente que os seres humanos percebessem que aqueles erros mal enclausurados, não passarão abatidos! portanto, você pode enganar si mesmo mas a verdade sempre vai existir, querendo ou não. A sua maldade ao tentar persuadir uma pessoa acreditando que ela não irá notar, seu cinismo descompensado confiando que sua atuação é tão perfeita que pode enganar qualquer um ao redor, seu egoismo pobre que só necessita de alguem quando precisa, sua falsidade nojenta que a cada dia cria uma nova mascara, a necessidade de contorcer a verdade só para não admitir o erro, ou seja: mentira. O valor exagerado se achando melhor que o outrem, teu veneno asqueroso que não quer a felicidade alheia, sua individualidade que te ilude com o fato de ser capaz de viver sozinho, é até mesmo o instinto sincero de se esquecer pelos outros. Isso pode ser considerado mais um desabafo, por não aguentar ver mais tantas pessoas iludidas com suas convicções erróneas, mas também é um aviso de que as mascaras já não camuflam mais e que o tempo, já não é mais o mesmo. Acorda! reflita! e se desapegue de coisas desnecessárias, já não há mais como se esconder; não julgue e aprenda que você na realidade não sabe de absolutamente nada. Leia e introjete.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Agradeço, solenemente, por ter conseguido enxergar a virtude da paciência. r-evolução.

domingo, 14 de outubro de 2012

Apenas mais um




Ultimamente algumas situações tem me feito analisar mais minhas atitudes.


    Tenho me preocupado com minha maneira de lidar com o mundo, se está correta e se não tenho me iludido com meu próprio ego. Tudo está em processo de modificações e iludir-se tem se tornado mais fácil. Afinal, ninguém sabe no que acreditar.
     Percebi que não tenho necessidade de falar, de mostrar e muito menos de provar algo para as pessoas. Estou consciente de quem sou e isso basta. Não preciso mais de atenção, de importância de presentes, não preciso das pessoas. Preciso apenas escutar mais o que meu EU tem a dizer e compreender que o universo está dentro de mim, cravado, como um DNA voluntario.
    Inicialmente isso pode soar meio egoísta, mas não. Me importo em respeitar os demais e se for preciso me doar, não vejo problema algum nisso. Mas não preciso do resto, apenas quero transcender espiritualmente, me organizar materialmente, afinal, vivo aqui! e usufruir do que este mundo pode me oferecer, sendo positivo ou negativo.

"A inspiração que tu buscas já está dentro de ti. Cala-te e escuta."

    Quando vi essa frase, senti uma certa indireta (risos). Pois eu ja estava pensando sobre isso. Em me calar e apenas escutar.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Closed.




Afirmação: Reprimir emoções evidentemente é algo ruim, pois desequilibra o corpo, a mente a alma e o espirito.
  
Questão: E quando você os reprime involuntariamente. Simplesmente se fecham e se comprimem por necessidade propria?

Resolução: Acreditar que seja algo efêmero.




quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Transmutação



A questão é: Como discernir o que é espiritual do que é mental, emocional ou material?



         Em um dia normal de uma semana normal, inusitadamente você se levanta estranho já sem vontade de se levantar na realidade. Mas mesmo com tanto desânimo você segue sua rotina diária normalmente, com um olhar frio e seco mas consegue, como se estivesse sendo empurrado. Sua mente se torna uníssona com sua vontade e sentimento, ou seja: vazia. Logo o problema esta na essência, portanto é espiritual.
         A cada segundo rápido que se passa, você percebe que está na matéria mas que seu suprassumo intuitivo, mental, emocional e proposital esta em outro plano logicamente mais evoluído: O plano sútil. Consequentemente após essa inversão, a dimensão carnal se torna frívola, sem graça... como se já não importasse mais.
          A sensação é veemente, porém a necessidade ou gana de falar sobre assuntos incomuns com os demais é basicamente inexistente. Acredito eu que, os seres humanos que me cercam se preocupam mais com teus problemas tangíveis. Não há problema! aprendi a praticar o silêncio e aceitar a enorme diferença que existe entre eu e eles. Antes o sentimento de diferença pra mim, era uma necessidade do ego ou de chamar a atenção mas com o tempo você aprende a separar o que é verdadeiro do que ilusório.
         Saturno em Escorpião chega, e minha folga se esvai. Tempos difíceis estão por vir, ainda mais neste lugar que inacreditavelmente ainda habito. Como de costume e tendencia repetitiva digo: "Mas e quem disse que eu me importo?" já estou acostumado a encarar sozinho mudanças, essa será só mais uma.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Não muito... comum.

..."Não sabia qual era o horário pois não possuo mais celular e já resmungo por ter que voltar a usa-lo.

Era Sábado, dia 1º de setembro, a Lua estava enorme com tom alaranjado e claramente se via o formato de um coelho dentro dela. Minha lotação não chegava e eu como de costume depois de estar a um tempo ali sentado no ponto de ônibus, resolvi vim para casa por um caminho que era meu de costume mas não muito das pessoas.

A maior parte do caminho era escura e ao virar a primeira esquina avistei um velho, logo fui rápido e do outro lado da rua para que ele não pensasse que eu queria rouba-lo. Indo em direção a um trecho muito escuro ouço um:
-Ou!, o moço!
Logo pensei "ele vai me pedir um cigarro". Mas quando olhei ele disse:
-Você vai passar por essa escuridão ai? -espantado.
-Sim, Por que?
-Vai mesmo? Deixa eu te acompanhar, mas não pode, não pode! ta tudo muito perigoso hoje em dia. As pessoas são muito más.

Ele parecia um Preto-Velho e falava do mesmo jeito, mas não costumo ver espíritos tão perfeitamente assim (risos) era realmente um homem. Mas enquanto passávamos aquele trecho escuro e ele me aconselhava e sempre repetia as mesmas coisas sobre perigo e escuro, eu pensava: "É obvio que isso não é por acaso, de ontem pra hoje as coisas estão estranhas, o que é isso?"

Fiquei o observando e ele dizia que estava impressionado por eu aceitar andar ao lado dele sem medo nenhum. E eu realmente estava sossegado.

O que me chamou a atenção é que ele me deu um aviso que já tinham me dado duas vezes:
 -Cuidado com a noite meu filho! não ande sozinho no escuro, é perigoso!.



Uma vez? ok. Duas vezes? Opa... Três vezes? Acasos não se repetem três vezes. Fiquei pensativo pois eu já estava me sentindo estranho e achei que deveria voltar e ir por um caminho movimentado mas continuei sem medo como o normal.

Passei perto de um pasto e os cavalos ficaram todos paralisados e com um silencio sinistro, não ouvi e nem vi sequer um movimento deles e todos me fitavam. Os cachorros só me observavam e aqueles que armavam um escândalo quando eu passava, também se silenciaram. A Lua estava enorme e senti um certo luto vindo dos animais que encontrei no caminho.

"O que me aguarda até chegar em casa? Será? Não... idiota jamais você vai morrer hoje". Comecei a ouvir assovios vindo do mato 'penso eu' que era alguma pessoa ou sei lá o que. Os sapos começaram a cantar e eu gelei, porque eles estavam muito sincronizados em uma melodia estranha e só começaram quando eu estava me aproximando. Os cachorros começaram a uivar, parecia que estavam chorando.

Logo cheguei na pior parte, onde tinha que atravessar uma trilha dentro de uma chácara coberta de mato e arvores. Comecei a ouvir gritos não tão longe e os cachorros uivavam mais e os gritos aumentavam, eu estava apenas com um isqueiro pequeno que mau dava para enxergar o próximo passo. Seguindo naquela trilha quase coberta pela mata, ouvi passos que pareciam de algo grande como um cavalo por exemplo e desciam na minha direção, sim! fiquei com um pouco de medo mas não o suficiente pra paralisar. Como sempre coloquei na minha cabeça que não tinha nada ali e que eu estava criando coisas. Os passos pararam e logo em seguida ouvi respirações ofegantes e os matos começaram a quebrar. Não sei como, mas meu pensamento de que "era coisa da minha cabeça e não tinha nada ali" estavam me iludindo a ponto de eu conseguir ter coragem pra prosseguir naquele escuro.

Ouvi cochichos e matos quebrando e passos parecidos com cavalo. Foi quando me toquei que precisava sair dali, pois o meu coração já estava começando a acelerar e eu começando a sentir medo. Logo quando cheguei do outro lado da chácara perto de sair, ouvi outro barulho no meio do mato mas mais para baixo e não pensei muito e sumi logo! (risos).

No final eu sempre acho que tudo é da minha cabeça, pois sou teimoso. Mas tudo isso realmente aconteceu e eu não consigo entender o que exatamente estava no mato e por aconteceram tantas coisas estranhas. No momento que eu estava na trilha o verdadeiro pensamento que me confortou foi "Pô, hoje é sábado, provavelmente algum moleque trouxe alguma menina aqui embaixo (risos), eles vão se esconder e esperar eu passar".

Só na hora que cheguei em casa me toquei que nem mesmo eu estava conseguindo andar naquele escuro com o isqueiro... imagina quem estava sem nenhuma luz?.

sábado, 25 de agosto de 2012

Perdoe-me



A gentileza refestela-se sobre o orgulho.
Minhas próprias atitudes se tornam o motivo de minhas chagas
O sangue que transborda dos meus membros dilacerados
escorre ao invés de lagrimas
lagrimas jamais seriam o suficiente.

Inexorável mesmo é o nó que desce da minha nuca até o peito
rasgando minhas memorias e esfregando na minha cara aqueles detalhes
que outrora preferi olvidar
mas é como eu digo: O Diabo esta nos detalhes.

E como se nada tivesse acontecido
seu olhar confiante e aparentemente sincero
fita-me com toda certeza sobre meu mundo

Mas por obséquio, perdoe-me
pois sou palhaço de muitos circos
Minha mente não é ranzinza por acaso
Aqui habita seculos
e teus olhos, refletem seus erros mal enclausurados

Perdoe-me, mas a fera é inerente
Perdoe-me, o julgamento é inusitado
Perdoe-me, mas meu sangue dará contraste as suas agruras

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Let it be


video



Ultimamente tudo tem ficado colorido e ao mesmo tempo, preto e branco
Felizmente aprendi a ignorar a minha própria mente
É... não foi fácil, e as vezes ainda não é
Mas e quem disse que eu me importo? vou me manter firme
pelo menos até esvair-se a ultima gota de suor

A maneira que me expresso é tão dramática
Felizmente o dramaticismo habita unicamente e exclusivamente minha escrita
Sim, expressar-se de forma dramática socialmente é tão repugnante
Mas e quem disse que eu me importo? a vida pra mim não passa de um pequeno drama
Ah! essa minha mania de exagerar a simplicidade das coisas

Palavras complicadas me excitam
A visceralidade da minha aptidão para proferir-me
é singelamente veemente
E minha propensão para galhofar as palavras
é candidamente lúdica

Mas no final são só varias palavras com o mesmo significado, hilario.

Sobretudo, ninguém é melhor que eu para autocriticar-se.
Elaiá! mas que espirito exigente! não deixa-me viver plenamente
sem cobranças inconsequentes
É quase que um Saturno estruturado a mente: qualquer erro é inconveniente

Quiça um dia eu aprendo que nunca serei perfeito?

Ao contrario, meu perfeccionismo é direcionado para a alma
Minha mente é um turbilhão criativo, as ideias não param..
Mas de tanta fixação essas mesmas ideias criativas me tiraram o sossego
Que sossego? Aquele que nunca tive?
Blasfêmia, achei meu equilíbrio
só não sei onde o deixei, desajuizado

De fato, ele existe
Sim, sim é claro que existe

ah! mas por que não te entendo?

Deixa estar, Libertino.

sábado, 18 de agosto de 2012

Não sei se me acostumei com a despersonalização e não percebi, ou trata-se de mais algum transtorno dissociativo, mas a realidade certamente não é a mesma.

domingo, 12 de agosto de 2012

Really Dunno



Desde 1995 venho mudando constantemente. Vejo hoje que isso não é normal, talvez seja tradicional passar por mudanças, mas digamos que as minhas passaram do limite, embora eu não vejo isso como algo ruim, pelo menos agora (hoje).

Sempre soube que sou uma pessoa inflexível mas não sabia que era a tal ponto (risos). Sempre rejeitei minhas mudanças e tentei ir contra elas, mas o que é uma 'celula' perto de um corpo celestial pleno? pois é!.
Felizmente percebi que as mudanças não se tratavam do que eu queria ser mas na realidade do que realmente sou, todas elas foram necessárias e vão ser para eu chegar no meu estado de consciência prioritário em que eu posso seguir em frente.

Não acredito em coincidencia mas de alguma forma minhas mudanças internas estão acontecendo de uma maneira intensa quanto mais o tempo passa, é como se eu estivesse perto, perto de alguma coisa que não sei...

Ultimamente tenho me deparado com uma confusão, isso é tão 'confuso' que provavelmente repeti nos posts anteriores e nem percebi (sim, não releio se não fico com vontade de reeditar -.-') felizmente consegui achar uma luz e percebi que era pra eu parar de procurar e simplesmente 'ser'.

É quase inexplicavel, mas claramente é uma necessidade de se jogar e ser apenas um. Voltar para a origem, é como se faltasse pouco para eu me 'livrar' de algo.


Nem ligo se acharem que to louco :P já passei por essa época difícil de auto-aceitação HAUHUEHUAHEUHAU

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Release-me


   
    A vida? bom, decerto isso é uma puta de uma brincadeira e eu me divirto dentre o palco. Cada ser humano é obrigatoriamente uma centelha do universo, entretanto todos contém dentro de si o reconhecível e o incompreendivel, embora seja quase que onipresente aqueles tomados pela superficialidade...
    E se eu profanar que evidentemente somos um grimório onde as vidas são classificadas por paginas?
sim, acredito veemente que o fluxo flui desta maneira, sendo então uma verdadeira ilusão onde nos apegamos a tudo que na realidade devemos largar; não! não se questione é claramente contraditorio filho.
    Mesmo que não queiramos, é necessário aceitar. A maneira do Sublime responder é quase que devastadora; como dizem: o movimento da asa de uma borboleta aqui, reflete-se atravez de um tornado do outro lado do mundo. O Caos é facinante e necessario, portanto "se estiver passando pelo inferno, continue caminhando"*. Lembre-se, a felicidade não é terrena mas quem disse que a tristeza não é também?
   O fator principal se destaca apartir do momento que o nosso proximo passo foi exatamente esse que damos, resumidamente: a verdadeira busca se inicia quando a neblina sutilmente se manifesta; depois disso a unica tendencia é a confusão se amplificar.
  A complexidade é tão presente que faltam palavras para expressar, e mesmo que eu não queira as coisas perdem o sentido e estrutura antes que eu termine de assimila-las.
  E se estas palavras não fizerem sentido, ou eu estou definitivamente louco ou você não te busca o suficiente.

"I see the world, feel the chill.
which way to go? windowsill
I see the words on a rocking horse of time
I see the birds in the rain." ♪♫




















 *Palavras de Wiston Churchill


segunda-feira, 30 de julho de 2012


Sol na casa 8, Lua na casa 1 - Aquele 'up'!

Neste período, que vai de 30/07 (Hoje) a 01/08, a passagem do Sol pelo setor das crises pessoais pode significar um transbordamento de emoções e problemas que você tem tentado evitar nos últimos meses, Khal. A Lua em trânsito pela Casa 1 lhe chama à consciência de suas emoções, mas sugere também uma certa instabilidade emocional. A Lua neste momento pede que você não faça de conta que não existem coisas que lhe incomodam e que dê atenção a estes pontos. O Sol na 8 lhe ajuda a ver as coisas com maior clareza, e a ter a coragem de romper com hábitos, padrões, pensamentos ou pessoas que não lhe servem mais. Reflexão para o período: do que eu preciso me libertar?

domingo, 29 de julho de 2012



Você sabe o que é a melancolia? É a capacidade de se sentir feliz com a dor. Em outras palavras: viver a dor e usufruir disso, cada vez ficando mais dolorido.

Esta desmoronando
Como sempre, submerso em um universo remoto
Onde as multisensações me torna cristalizado.

O tempo age de tal maneira que tudo parece estar parado
ou, lentamente se movendo
e com clareza enxergo tudo
e sinto com uma intensidade, no minimo
inacreditavel

A dor, como o previsto, é onipresente
A razão? ciclicamente, inexistente
é tudo uma rotina
minha rotina
a rotina da minha vida
Odeio rotina

Hojê estou no inferno, amanha estarei acima do céu.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Unissono

Caindo...
Perfurando o vazio
Numa ressonância melancólica
Os sentidos se afloram
e a sincronia se torna completa

O desconhecido se abre
Os níveis de percepção se submetem
ao despojo!
As horas se tornam lentas

A lama calmamente comprime
e de pouco em pouco o corpo se tona submerso
As emoções se intensificam e se sobrepõem por toda a carne!

A dor é lamentável, torturável e ao mesmo tempo agradável
tudo vibra na mesma frequência

e de pouco em pouco o corpo se torna submerso...

e de pouco em pouco o corpo se torna submerso...

e de pouco em pouco...

segunda-feira, 23 de julho de 2012

sábado, 21 de julho de 2012

ista

  O planeta terra é realmente engraçado. Somos a mesma raça mas conseguimos ser tão distintos um dos outros; isso é fantástico!
  A diferença em si é grandiosa e se todos  nós tivessemos a mesma ideologia não haveria evolução ou contestações. Por mais que não sejamos todos iguais, a maioria tem pensamentos semelhantes, isso decerto é ruim pois nem todos esses, aceitam a excentricidade alheia. Nem todos são dotados de sabedoria como pensam.
  Eu diria que o real problema atual é o ego. Os incertos são os que mais tem certeza enquanto os ortodoxos vivem rodeado de duvidas e assim caminha a humanidade; eu sempre quis mudar o mundo, sentia que eu deveria clarear a mente limitada das pessoas mas depois percebi que existem muitas pessoas no planeta e que da mesma forma que eu queria levar minha ideia até eles, eles também queriam trazer a ideia deles até mim. Felizmente logo tirei essa besteira da cabeça e então decidi evidenciar as coisas para as pessoas ao meu redor, mas percebi que não havia sentido nisso, prodígios nascem, crescem e se mostram sem receio e se nessa vida o ápice da evolução não chegou até eles, o que eu posso fazer?
  Comecei então a responder duvidas apenas isso, já que nasci sabendo coisas que nem mesmo sei de onde tirei. Posteriormente, entendi que eu de nada sabia, desde então meu amplo mundo de curiosidade voltou a tona. Aos 16 anos compreendi as leis do universo sem ao menos conhece-las e aos 17 criei consciência do quanto somos inofensivos, talvez os mais inofensivos desse imenso espaço negro pontilhado por incandescestes, não que eu já não tivesse percebido isso, mas tive certeza, procuro certeza em tudo que faço, por ver tantas pessoas convictas errando aprendi a ter medo de errar e me enganar.
 Percebi que tudo isso aqui não passava de uma ilusão , que minha existência ocupa um pedaço do universo e que assim como todos os outros, eu sou o centro de tudo e sou o único responsável pelo meu destino.       Pena que poucos perceberam isso até agora.
  Vivo intensamente procurando a ressonância entre eu e o universo, tentando equilibrar minha inflexível personalidade mas tenho medo de ser o único. Estou passando por um transito de Sol em conjunção com a Lua, digamos que este é um empurrão para a evolução que acontece todos os anos na minha vida, é um transito que te dá oportunidade de mudar algo que você goste mas que seja necessário para seu crescimento pessoal; no meu caso é o ego... Mas, será que vale a pena se abster completamente do ego? tantas pessoas estão ai praticando o ego e eu devo extinguir o meu? só de pensar isso já estou sendo um EGOista. Bom, veremos! tenho mais alguns dias para pensar nisso.
...talvez haja uma maneira de apenas equilibra-lo, afinal nada é impossível.





















   

sábado, 14 de julho de 2012

terça-feira, 12 de junho de 2012

Extremos

Dentre transmutações inusitadas,
proliferam-se ideias já concebidas
que ainda não se materializaram
mas que o reflexo denuncia

O erro é sempre o mesmo
A guilhotina individual se torna constante
o abuso da boa vontade alheia
reflete-se revestido por um veneno agonizante

Mas não me venha com desculpas,
palavras qualquer algoz joga ao vento
O timbre da sua voz tristonha
não alcança o meu pensamento

E lembre-se meu bom amigo!
Meu sorriso e meus bons feitos
em poucos segundos impensados
torna-se num olhar vazio e uma adaga em teu peito

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Confrontos são inevitáveis...

Eis que chega o momento:
-O que se passa?
-O vazio não esta paralelo, agora ele se tornou a própria mente.
-Como esta?
-Perdido, mas não tenho medo
-Mas esta te prejudicando de alguma forma?
-Acho que sim, afinal! me sinto confuso.
-Se não esta com medo é porque sabe com o que esta lidando.
-Talvez
-Esta indecisão não te preocupa?
-Não sei, mas se não tenho opinião é porque não existe uma.
-Como pode ter tanta certeza?
-Da mesma forma que você existe.
-Como sabe que existo?
-Este é o problema. Simplesmente sei e mesmo assim não tenho certeza.
-É subjetivo, posso ser da mesma forma que não ser.
-Eu sei disso.
-Então por que confia tanto?
-Não sei. As vezes acho que isso é a única coisa verdadeiramente real que sobrou.
-Estranho! -Risos.
-O que?
-Você julga real aquilo que seu sangue levaria a fogueira como loucura.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Amplify you soul


Sinta a vida fluir entre suas veias
Seu espirito esta perfurando o paralelo
O consciente adormece reabrindo o até agora, inexistente

As vibrações se tornam uníssonas
E a mente se amplifica a cada segundo
Driblando lacunas remotas

O tempo se torna aliado
Rompe-se ligações entre futuro, presente, passado...

E em impulsos inconsequentes
Os desejos se tornam inerentes
E os prazeres intransigentes
O olhar sutilmente evidencia
Aquilo que o sigilo mantinha

E como um aglomerado de energia
Tudo se excede
Renascendo, ressurgindo, revivendo em um novo, outro, dia.


Por que não lê ouvindo? Seria uma boa escolha ;D





"...Frequentemente quando estou na rua ouvindo musica ou mexendo no celular
bato nos postes
ou carros parados
e as vezes trombo em começos de calçadas..."

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Become yourself!

    E cada vez que eu fujo eu me aproximo mais, e te perder de vista assim é ruim demais, por isso que atravesso o teu futuro e faço das lembranças um lugar seguro, não é que eu queira reviver nenhum passado, nem revirar o sentimento revirado, mas toda vez que eu procuro uma saída acabo entrando sem querer na sua vida ♪♫
   Na hora que eu comecei a escrever chegou no refrão e eu não aguentei kkkkk tive que digitar essa parte :P. Enfim, hoje não quero falar como está minha vida mas eu em si de certa forma, aviso que serei completamente subjetivo, portanto deixe sua mente aberta e enxergue todos os ângulos.

  Evidentemente todos nós temos algo que de certa forma nos incomoda e que queremos mudar de qualquer maneira, provavelmente você deve estar pensando agora em algum defeito, qualidade ou jeito que você tenha e deseja mudar, mas não é exatamente isso. Falo sobre uma coisa indestrutível que há dentro de si, e que talvez você nem conheça, mas mesmo assim existe.
  Por mais que isso seja indestrutível não é imutável, portanto depende da maneira que você vê e utiliza, não há prós e nem contras, pois isso é você quem cria  e mesmo você implodindo, esta essência continua evoluindo e se superando.
  Não tente desencadear uma energia que não esteja disposto a controlar, isto é irrefragrável. De qualquer forma é um mecanismo, mas um mecanismo sem limites onde tudo depende de você. Não sei certamente do que se trata mas a única maneira de alcançar essa consciência é livrando-se da própria mente e de todos os limites que este lugar nos impõe. Torne-se você mesmo!.

(Realçando que a musica no inicio não tem nada relacionado com o texto foi simplesmente um impulso momentâneo :P).

quarta-feira, 28 de março de 2012

"Tenho paixões violentas e efémeras, amo em vinte e quatro horas, vou ao céu e ao inferno em poucos segundos, quanto mais profunda a agua mais eu quero submergir, quando mais quente o fogo, mais eu quero me aproximar. Vivo assim, no extremo, nada é intenso o suficiente pra mim. Nada é suficiente..."

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Hidden feeling

O medo de perder oprime.
entre amor e ódio rompe-se uma laço
tornando-se, posse

Desvarios obsessivos manifestam-se em minha mente,
Loucura, manipulação.
Ao menos esteja sobre meu campo de  visão

Inexoravelmente a vontade de ter ataca!
Meu amor chega a ser tão veemente
que dividir seria uma das piores ofensas
próximas a morte

Permanecer ao meu lado é irrefutável
Sair, é mais que inaceitável
caso contrario, um novo demônio vingativo
cercado de pensamentos maléficos ressurgiria

Meu, simplesmente

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Seja!




Livre-se disto!
Rompa o véu
Enxergue alem da superficie
Amplifique sua consciencia
Torne-se distinto.


Faça tudo diferente
Exceda seus limites
Alcance seus objetivos
Descubra o oculto
Compreenda os misterios
Torne-se aliado do tempo.


Fragmente os dogmas
Sobrepuja o amor
Evidencie a paz
Auxilie os desesperados
Torne-se sublime!