...I want to know you, better than I know myself, I want to feel the end, and enjoy the consequence ♫♪


domingo, 14 de outubro de 2012

Apenas mais um




Ultimamente algumas situações tem me feito analisar mais minhas atitudes.


    Tenho me preocupado com minha maneira de lidar com o mundo, se está correta e se não tenho me iludido com meu próprio ego. Tudo está em processo de modificações e iludir-se tem se tornado mais fácil. Afinal, ninguém sabe no que acreditar.
     Percebi que não tenho necessidade de falar, de mostrar e muito menos de provar algo para as pessoas. Estou consciente de quem sou e isso basta. Não preciso mais de atenção, de importância de presentes, não preciso das pessoas. Preciso apenas escutar mais o que meu EU tem a dizer e compreender que o universo está dentro de mim, cravado, como um DNA voluntario.
    Inicialmente isso pode soar meio egoísta, mas não. Me importo em respeitar os demais e se for preciso me doar, não vejo problema algum nisso. Mas não preciso do resto, apenas quero transcender espiritualmente, me organizar materialmente, afinal, vivo aqui! e usufruir do que este mundo pode me oferecer, sendo positivo ou negativo.

"A inspiração que tu buscas já está dentro de ti. Cala-te e escuta."

    Quando vi essa frase, senti uma certa indireta (risos). Pois eu ja estava pensando sobre isso. Em me calar e apenas escutar.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Closed.




Afirmação: Reprimir emoções evidentemente é algo ruim, pois desequilibra o corpo, a mente a alma e o espirito.
  
Questão: E quando você os reprime involuntariamente. Simplesmente se fecham e se comprimem por necessidade propria?

Resolução: Acreditar que seja algo efêmero.




quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Transmutação



A questão é: Como discernir o que é espiritual do que é mental, emocional ou material?



         Em um dia normal de uma semana normal, inusitadamente você se levanta estranho já sem vontade de se levantar na realidade. Mas mesmo com tanto desânimo você segue sua rotina diária normalmente, com um olhar frio e seco mas consegue, como se estivesse sendo empurrado. Sua mente se torna uníssona com sua vontade e sentimento, ou seja: vazia. Logo o problema esta na essência, portanto é espiritual.
         A cada segundo rápido que se passa, você percebe que está na matéria mas que seu suprassumo intuitivo, mental, emocional e proposital esta em outro plano logicamente mais evoluído: O plano sútil. Consequentemente após essa inversão, a dimensão carnal se torna frívola, sem graça... como se já não importasse mais.
          A sensação é veemente, porém a necessidade ou gana de falar sobre assuntos incomuns com os demais é basicamente inexistente. Acredito eu que, os seres humanos que me cercam se preocupam mais com teus problemas tangíveis. Não há problema! aprendi a praticar o silêncio e aceitar a enorme diferença que existe entre eu e eles. Antes o sentimento de diferença pra mim, era uma necessidade do ego ou de chamar a atenção mas com o tempo você aprende a separar o que é verdadeiro do que ilusório.
         Saturno em Escorpião chega, e minha folga se esvai. Tempos difíceis estão por vir, ainda mais neste lugar que inacreditavelmente ainda habito. Como de costume e tendencia repetitiva digo: "Mas e quem disse que eu me importo?" já estou acostumado a encarar sozinho mudanças, essa será só mais uma.