...I want to know you, better than I know myself, I want to feel the end, and enjoy the consequence ♫♪


segunda-feira, 11 de março de 2013




Desabafo
               
                Percebo que sempre estou apressando as coisas na minha vida, mas é falho, pois aparentemente tudo tem um tempo correto como se fosse um karma ou algo parecido. É triste pois minha ambição é grande e me frustro com facilidade.
                Acho que ainda tenho muito para aprender e mal comecei a viver. Cheguei a pen-
sar que me conhecia, engano meu. Me conheço tão pouco quanto um animal irracional em frente ao espelho, a ponto de me estranhar. O que seria maturidade? a capacidade de se entender ou de entender os acontecimentos externos?.
                Não sei se sou pessimista ou otimista, muito menos se sou uma pessoa de fé ou não. Observo que causo confusão em algumas pessoas, principalmente aquelas mais proxi-
mas de mim, não porque elas não me entendem mas porque eu não sou capaz disso e acabo falando e agindo de forma incoerente.
                Tenho medo de ter algum problema, pois finalmente ou infelizmente percebi que sou uma pessoa desequilibrada ou intensa demais, mas jamais em um estado sentimental padrão, normal ou comum. Não sei se sou inseguro ou se confio muito no que acho, pois geralmente crio estorias e normalmente acredito nelas como se fossem realidade, a ponto de me frustrar e descontar magoas que as vezes nem tinham razão para existir.
                Não sou dramático, sou qualquer coisa menos isso. Reconheço minha intensidade mas não sei a que ponto pode ser considerada qualidade, defeito ou doença, é dificíl. Não considero minha vida horrível, mas consigo reconhecer sensatamente que tenho uma família problematica e que isso pode ter me causado problemas ou retardos emocionais, até porque meu raciocínio esta em perfeito estado, penso eu.
                Nunca me enxergaram como um ser humano normal e eu também não consigo ver isso, existem muitas pessoas incrivelmente melhores e piores que eu, mas jamais pareci-
das, disso tenho certeza! claro que todos somos diferentes mas existem padrões nos seres humanos e eu consigo enxerga-los nos outros, mas no meu caso não. Talvez eu esteja equivocado.
                É triste, mas eu realmente não sou capaz de me entender ainda e muito menos como lidar. Tenho variações de humor que me atormentam pois eu gostaria de sempre estar no mesmo estado ou no minimo mudar com alguma razão e não inusitadamente como de costume. Isso me assusta pois eu acho que percebo o incomodo das pessoas intimas e tenho medo de perde-las principalmente aquelas que realmente necessito da presença, o resto que se dane. Tenho capacidade de conquistar e também de quebrar o encanto.
                Não sei o intuito desse texto alem de querer desabafar, na realidade só queria que as coisas ficassem mais claras e que isso fosse apenas uma fase, como sempre. Queria também suportar minha presença sozinho e amar quem merece incondicionalmente. Rezo para que tudo dê realmente certo.
                Enfim, meu desejo é ser feliz mesmo com problemas.